segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Por esse amor!


Que faço se te amo?
Por esse amor
eu me entrego...
por esse amor
eu me engano!
Juro e não nego
Por esse amor
sou profano...
Juro!
não nego...
preciso deste amor
para caminhar...
e meu caminho encontrar!

(Kássya 01/11/09)

2 comentários:

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Adorei!

Anônimo disse...

K posso eu dizer, comentar, se tudo está dito nesta prosa, que tem a força de um trovão?
Tudo esta lá, a intensidade, o querer, o desejo, a paixão....
eu me revejo nesta prosa, eu poderia ter escrito isso, se tivesse a a lembrança de o fazer, e só por uma razao.....
me identifico a 100% com ela, eu estou nela, ela está em mim.....
hummm, algo me diz que és parecida comigo no sentimento do amor, da paixão, afinal não sou único.... rsrsrsrsr
e ainda bem que assim é!!!!
um beijo Kssya.
Antonio ferreira
voarnopensamento