quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Sua Ausência... tua presença...

Hoje faz 10 anos que você se foi!
Parece que foi ontem, ainda tenho na memória todos aqueles momentos de não aceitação; não posso dizer que entendi, nem que compreendi, só que me resignei; pois não posso mudar o passado, nem ir contra a vontade de Deus.
Será que algum dia vai passar?
Ou irei entender?

Esta semana estive lembrando do passado, de quando você nasceu...
rsrsrs.... você nasceu para ser excessão e não a  regra, e foi assim desde o primeiro dia, eu era a única garota pré-adolescente que tinha uma irmãzinha bebe em casa que não gostava de leite!!!!
E quando você começou a ir para a escola?
aquela tiarinha com molas e bolinhas coloridas que pareciam uma antena??? e você ainda fazia questão de balançar a cabeça para elas se mexerem mais ainda...
ou quando a mamãe lhe fez um vestido para a festa junina, lindo, branco com florzinhas azuis, um  short... você vestiu, fez as trancinhas, colocou o chapéu; fiz umas pintinhas no teu rosto e cai na besteira de dizer que você estava parecida com a Emília; e você me saiu com:
- A Emília????? aquela boneca feia???? argh! eu prefiro ser a Cuca!!!!   -  endireitou o corpo e saiu andando rebolando e falando:  - Lindona! Lindona! Lindona! (imitando a  Cuca do Sitio do Pica-Pau Amarelo)!
o dia que entrou em casa e cumprimentou o papai com:
- Oi Dino!!! Oi familia Sauro!!!
ou quando falava:
- e ai velhinho!!! - imitando o Coelho Pernalonga
Oh! meu Deus quantas lembranças!!!
Sabe ainda sinto falta da tua voz brincando com todo mundo, da tua mania de fotografias, do modo como nos olhava ... tua presença me faz falta!
Hoje estou aqui para dizer que sinto saudade e queria que você estive aqui para compartilhar minhas alegrias e minhas conquistas; acho que gostaria e se divertiria muito com as crianças de casa - sim depois que você se foi, nasceu o Nicholas e a Manoela - esta é tua sobrinha neta.... pois é ficou pra titia avó!!!!
Mas como a  excessão, você se foi antes de todos nòs...
Apesar da imensa saudade, não quero escrever coisas tristes; mas dizer-lhe que com a tua ausencia, aprendi a dizer eu te amo sempre que posso, pois o amanhâ pode não existir, aprendi que hoje é mais importante do que qualquer outro dia...
E não sei porque, parece que estou escutando tua voz com aquele som de riso me dizendo:
- é isso ai "velhinha"!!!!

beijos minha querida!
Saudade, muita saudade, eterna saudade!

(Kassya 27/10/2010)

6 comentários:

Samanta disse...

Olá Kassya querida !

Muito emocionante e belo seu texto.
Não pude conter as lágrimas, pois fiquei pensando em como deve ser difícil a saudade que não pode ser suprida fisicamente...
Mas na beleza do seu texto, podemos ver que o que importa são os momentos bem aproveitados, as alegrias e o amor que nunca deixa nosso coração.

Obrigada por compartilhar esta experiência de vida, junto com sua força e serenidade.
Um enorme beijo em seu coração !

Pithan Pilchas disse...

Buenas Kassya,

as perdas são sempre dolorosas...quando se ama parece pior ainda. Já perdi pessoas que eu amavamuito e sei como é essa dor. O tempo pode ser um alidiado, mas também é o marcador de nossa dor. Só podemos pensar que eles estão num lugar melhor e que se Deus quiser nos encontraremos algum dia. Me solidariso com teu sentimento.

Bju

Paulo

Anônimo disse...

Pelo texto, que tão sensivel, saudoso, amoroso, me fez chorar....
Senti pele de galinha, e fiquei olhando a foto, e quase tive vontade de ir pega-la onde ela estiver e traze-la de presente para ti..... tu mereces!!!.
Queria dizer-te, querida amiga, que tu por momentos fizes-te me parecer que a morte não existe..... se calhar ate não!!!!
só vivemos a saudade!!!!
Sabes, a morte é um nivel, e é fisica, mas de resto, estamos todos vivos, comunicativos, por gestos de amor, e pensamento, e tenho a certeza absoluta que em algum lugar, mesmo no exacto momento que aqui escrevo estas letras, tua mana, esta no meu ombro partilhando as minhas palavras.
Tu fizeste, pensaste, e vives o amor, a vivencia de um trajecto como se nada de fisico tivesse acontecido, e faze-lo muito bem..... ela nao morreu, esta num outrp nivel nos vendo, amando e ate ajudando... nós é que ainda nao aprendemos a sentir no fisico essas energias divinas.
Só a forma como descreves passagens simples, mas de amor e afecto, mostra bem que nao há morte, nao ha partida.....só saudade, porque os niveis sao distintos, e tu pela força de teu amor e saudade, ate tenho A CERTEZA que a consegues "materializar" e ate brincar com ela.....
a força do amor, do querer, do estar com ela, que tuas palavras contem, são exemplo disso, e lindas......
a mana ta aqui a "olhar" para mim seguramente, e te manda um beijo..... e eu tambem, já agora!!!!
EStou sensivel, tu me puseste sensivel..... obrigado kassya.
antonio ferreira
voarnopensamento.blogspot.com

Fiesta disse...

Kassya
Podem falar o que quiserem mas eu, definitivamente, não entendo e não lido bem com a morte, principalmente,a prematura! Já perdi um amigo, há 6 anos, aos 21 anos de idade; não entendi....Perdi meu pai, que estava super-saudável (pelos menos, aparentemente) que morreu dormindo, já faz 12 anos...; até hoje não entendi...
Mas, é isso minha amiga: para nós, a vida continua, então vamos tocar em frente... Grande beijo!

Sissym disse...

Querida Kassya, nossa... nem consigo imaginar perder minha irma e um dia isso quase aconteceu, milagrosamente ela sobreviveu. Aliás, 2x ela sobreviveu. É aquele sentimento que não tem mesmo explicação, mesmo que quando pequenas tenhamos brigado... faz parte... dizem que é com os irmãos que aprendemos a crescer.

Agradeço por compartilhar este momento, mesmo que triste e saudoso,

Beijos

Nilo disse...

Esta é o verdadeiro sentimeto eterno e inesquecivel!