quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Palavras semeadas ao vento

Não sei se escrevo poemas
frases, contos ou crônicas...
Não sei se recito versos,
ou palavras controversas...

Palavras semeadas ao vento
puro sentimento
as vezes sem noção
mas carregadas de emoção!

Declarações de amor
ou desabafos da alma,
seja o que for
as palavras me acalmam

Sou paixão!
Sou amor!
Sou explosão de sentimentos
Sou palavras que aqui escrevo,
palavras semeadas ao vento...

Kássya Mendonça (07/12/2010)

9 comentários:

Principe Encantado disse...

Que as levam a um destino certo, pode ter certeza.
Abraços forte

Samanta disse...

Olá queridíssima Kassya !!!

Lindíssimo poema !
Um a coisa é certa, seja qual for a entonação e colocação das suas palavras, elas sempre vem cheias de emoção , verdades e sentimentos !!

Um super beijo no coração !! :)

Anônimo disse...

Tu és o vento, que por nós passa, sem se ver, mas que se sente, nas palavras tuas..... tu és o sentimento.
antonio ferreira
voarnopensamento.blogspot.com

Deny disse...

Me senti tão bem-vinda aqui neste cantinho!!!

E posso dizer que vc tem uma sensibilidade admirável nesta alma!

E vamos semear mais e mais e mais ... só assim sempre teremos algo leve e agradável para ler!

Parabéns pela graciosidade do teu poema!

Jackie Freitas disse...

Kassya, minha linda!
Você é tudo isso, resumida em beleza e amor... As suas palavras são semeadas ao vento e trazidas direto ao nosso coração! Eu adoro a sua sinceridade e expressão através das palavras. Um pouco de ti fica aqui e tudo o que sinto, não seria capaz em traduzir com palavras.
Lindo, minha amiga! Adorei!
Grande beijo,
Jackie

Renatinha disse...

muito lindo Kassya!
amei de coração
:o)
XOXO

Pithan Pilchas disse...

Buenas Kassya,

não importa o formato que queiras dar o que se escreve, poema, crônica, dissertação, etc...o que importa é se tu escreves com sentimento, emoção e coração. E Estes sentimentos têm de sobra nos teus textos.

Bju

Paulo

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Adorei!

Elton Sipião O Anjo das Letras. disse...

Sua poesia sempre foi romântica e de uma beleza inquestionável minha querida, sendo assim suas palavras nunca foram semeadas ao vento, e sim na terra fértil de nossos corações. Abraços literários.