quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Tempestade de emoções

O céu se escureceu,
as nuvens se fecharam,
o vento começou a soprar
folhas e gravetos...
Pelo ar úmido
o cheiro da terra
nos avisa que vai chover!
Os primeiros pingos nos envolvem
chove intensamente!
No idílio da paixão
entre os beijos
e o pulsar dos corações
envoltos na tempestade de emoções
não vimos a chuva, nem granizo,
árvores arrancadas pela raiz
ou ruas alagadas!
Onde estávamos nós
que não vimos a chuva?
Ou foi a chuva que não nos viu?
Será que elas nos protegeram,
ou simplesmente se esconderam
da nossa tempestade?
Ou desviaram-se
de nossos abraços e beijos...
Onde estávamos nós,
que não vimos a chuva?
Onde estávamos nós
que não vimos a tempestade?

Kássya Mendonça 26/11/2010

9 comentários:

vidarealdasam disse...

Olá queridíssima Kassya !!!

Que lindo !!
Recheado de sentimentos intensos, emoções e beleza !!
Me parece que a chuva se escondeu para apreciar a bela tempestade !! :)

Grande beijo !!! :)

CLAUDIA disse...

Olá querida Kassya!
Amo poesia amiga,linda essa,ytaduz bem,quando estamos com a pessoa amada não vemos nada e nem ouvimos,kkk!
Parabéns1
Bjos nesse lindo coração!

Anônimo disse...

O amor nos coloca perante uma situaçao estranha.... nos poe saudavelmente "doentes".
Nós ficamos que como que cegos, insensiveis a estimulos visuais, auditivos e gostativos que venho do "exterior" de nossos coraçoes, porque só o que nossos coraçoes "veem" é que existe, é que é real, tudo o mais sao ruidos inconvenientes do exterior, que mais parecem ter um único fim.....
perturbar o amor do coraçao.

antonio ferreira
voarnopensamento.blogspot.com

so-rabiscos disse...

Lindo lindo o poema, traduz exatamente o que sentimos quando estamos apaixonados, e como se ficássemos entorpecidos para o mundo. Muito bom, bjks.

-*Vera Luz*- disse...

Olá Kassya!

Nós seres humanos, quando nos envolvemos e nossa sensibilidade aflora, perdemos o chão e parecemos viver num mundo de fantasias, na grande parte consegue envolver e dirigir grandes realizações, em outras afogados pelas sensações, descem ao fundo da escuridão, onde seu retorno acontece repleto de dificuldades. Lindo e profundo poema! Mas é melhor permitir sentir e manter firmes em todos os sentidos para fazer nossa vida mais plena e satisfatória, uma vez que muita intensidade é desequilíbrio e depois haverá que compensar!

Um abraço,
"Todo o Conhecimento é Luz que Inspira a Alma" -*Vera Luz*-

Jackie Freitas disse...

Kassya, minha linda!
Lindo o seu poema! Tanta voracidade que aqui me dominou por completo!
Parabéns, minha querida! É fácil falar de amor...difícil é colocar ele em poema, dando ritmo, melodia e cor...
Adorei!
Grande beijo,
Jackie

Pithan Pilchas disse...

Buenas guria,

vou te contar um segredo...adoro chuva, dia nublado e tempestades, pode uma coisa dessas...hehehe

belo post

Bju

Paulo

Nara disse...

Lindo poema!!
O tempo fecha e as emoções vêm a tona, que bom que há várias estações, bjs.

Sissym disse...

Otimo vir aqui falar da tempestade em minha vida.

Sim, querida, eu tenho rezado por eles, eles precisam muito mais de Deus do que eu. Porque Deus está sempre comigo.

Beijos