sábado, 15 de janeiro de 2011

Saudade - Indenso

Não ta adiantado nada,
ficar longe assim...
Eu gosto tanto de você,
que esqueço de mim.
Você viu a lua sorrindo,
quando fui te beijar?
Eu sempre olho
pensando se você vai lembrar!
Não ta adiantando nada,
enquanto você não vem...

Eu to sozinho
pra não magoar mais ninguém.
Eu canto pra você ouvir,
depois daquele adeus,
Assim meus sonhos
podem sempre encontrar os seus!
Eu to morrendo de saudade,
Eu to sonhando noite e dia,

Só o seu beijo e seu sorriso me fazem voar,
Só seu carinho sem juízo na hora de amar.

composição: Indenso 

3 comentários:

Anônimo disse...

saudade, a força que faz com que se lute para que ela mesmo se acabe.....
És a saudade, mesmo antes de ela existir, ´´es o querer, vencer, desbrabar......
és adoravel!!!
antonio ferreira

Della disse...

Que poema lindo!!! Quem ama sabe da veracidade das palavras. Amei!! Lindo! Beijos, amiga

vidarealdasam disse...

Olá queridíssima Kassya !!

Lindíssimo poema, a descrição do tormento que é sentir saudades é envolvente e intensa, além de verdadeira. Quem já a sentiu, sabe.
Um super beijo no coração e que sua semana seja maravilhosa !!