quinta-feira, 31 de março de 2011

Desejo de mais... muito mais!...


Sempre tenho saudade
do teu cheiro, da tua voz
do jeito teu de ser meu
do sentir teus beijos,
dos carinhos 
que me faz enlouquecer

do nosso não ter tempo
de simplesmente acontecer
...num minuto de incerteza...
dos nossos desejos
tão explosivos e manhosos,
da lascívia do nosso querer,
dos beijos sôfregos,
dos gritos,
dos sussurros,
da nossa viagem ao espaço

do não se acalmar num abraço
dos segundos de paz e de reencontro
dos corpos suados e unidos,
como se nada os pudesse separar ...
das horas para acalmar nossa ânsia
Não temos regras...
nem controle de nossas ações.....
apenas acontecemos!
eu me doo para você
não consigo resistir...

neste momento não há distância,
não há ausência,
não consigo deixar de sentir!
e... você fica em mim...
numa saudade gostosa
do antes e do depois,

Amor e saudade...
ficam em meu peito
crescendo... transformando
em desejo de mais... muito mais!...

Kássya Mendonça (27 /03/2011)

7 comentários:

Marlon Weasdor disse...

Grandes verdades, do Amor sensual e bonito.
Bela poesia!

Samanta disse...

Olá gatíssima !!!

Nossa amiga, que desejo desenfreado e ardente !!!
Disso se faz a paixão que domina nosso coração, uma vontade que só cresce, que se ameniza com a presença, mas que sempre deseja mais e mais momentos de amor, estar perto, compartilhar tantas sensações boas...
Lindo !! como sempre !!
Um beijãozãooo

Jackie Freitas disse...

Oi minha linda Kassya!
Menina, seus poemas sempre expressam muita paixão. Já escrevi uma vez e repito: há intensidade em tudo e chega aqui, para quem lê, como uma explosão de sentimentos!
Parabéns, querida... Que a sua alma amante e apaixonada continue nos ensinando essa forma de amar...e demonstrar amor!
Grande beijo,
Jackie

Anônimo disse...

opppsss.....
do que li, um frio subiu em minha coluna, um calor subito em minha face estorou...
Poxa, fiquei inibibo, porque senti que algo me tocou.
Senti os calores, os frios do acontecer, do imaginar degustar, o que é dito sobre o prazer.... ou melhor, sobre o amor-amar.
Do que mais gosto nesta prosa....é do sub-entendido, das entrelinhas do que nao contaste.

Adorei
bjs
antonio ferreira
voarnopensamento.blogspot.com

Ademar Maggi disse...

Que paixão avassaladora menina borboleta. Que lindo poema, cheio de amor e desejo, de imagens quase palpaveis, cheio de intensidade.
Só podia ser uma Ruiva mesmo!!!
GRANDE abraço minha amiga,

Guria Faceira disse...

ola minha rica amiga magica
nussa!!!!!!!
quanta paixão tchê
tu falas de um modo taum seguro taum coisadenhuu q deixa nos meio tontos
lindaço minha rica

grande bjo

António Ferreira disse...

Oppsssss... que tremor me deu, que sensação minha pele sentiu...
Porque ferves mulher, porque desejas assim? eu sei, o amor é lindo, o sabor é eterno, o querer é divino.
De que és "feita" mulher?, de montinhos de açucar??? hummmnn
não sei, só sei que agitas o que de bom há em mim,só com um senao....não ser eu a razão do teu saber.
Lindo kassya, amei...

bjs
antonio ferreira
voarnopensamento.blogspot.com